Rir (ainda) é o melhor remédio...

...E tristezas não pagam dívidas...e por aí fora! Como tal, é convidada(o) a desfrutar de alguns momentos de boa disposição. Divirta-se ... ... e tome um cafezinho!!!!

domingo, 4 de agosto de 2013

1145. Esperteza...



Um advogado da cidade representava uma empresa ferroviária contra um velho fazendeiro.
O touro premiado do homem tinha desaparecido da zona do seu terreno por onde passava uma linha férrea.
O homem queria receber a totalidade do valor do touro, mas a companhia não queria pagar nada.
Eventualmente, o advogado acaba por chegar a acordo e paga-se metade do valor.
No fim do acordo já fechado e formalizado, o advogado vai-se gabar perante o fazendeiro:
- Sabe, agora que está tudo terminado e não há volta atrás, deixe-me dizer-lhe que eu fiz bluff consigo... Eu não tinha testemunha nenhuma! O maquinista tinha adormecido e o engenheiro tinha passado bastante tempo na casa de banho, de modo que nenhum deles tinha estado atento ao percurso... Sabe que eu até estava um pouco preocupado com este caso, mas ganhei!
- Pois, eu também estava um bocado preocupado... Não é que o raio do touro apareceu hoje de manhã?

Sem comentários: